30 de março de 2010

Realizando sonhos


Minha mala já está pronta, e eu há dias, para ir ao encontro de um sonho.
Um sonho que cria peças maravilhosas, que combina cores como ninguém, e que pela história que me contaram dela outro dia, me parece uma pessoa inteligente, que sabe aproveitar as oportunidades quando elas aparecem.
Origamigos de Brasília, muuuuuuuuuuito obrigada pela realização do meu sonho. E parabéns pela iniciativa, pelo trabalho, pelo amor pelo origami.
Loguinho tô aí para poder participar mais de perto dessa alegria que devem estar sentindo, e pra tentar dar uma ajudinha nesse trabalho que devem estar tendo.
Amigos que visitam este jardim. . . Helloooooooou! Vou dar uma escapada! Mas volto com muita história pra contar ok?
Mas já que comecei falando em sonhos, sabe aquele papel que você imaginou pro seu origami e não encontrou no planeta inteirinho e arredores?
Então, fui procurada e convidada pela empresa Diamond Papers para ser consultora de projetos! \o/ lelelee!
Nossa, já me senti líder política no Movimento dos Sem Papéis Imaginários!
Companheiros e companheiras, deem só uma olhadinha no que eles já produzem, e comecem a botar no papel e aqui na net aquelas idéias ou aqueles papéis que vocês sonharam um dia. Dizem que quanto mais pessoas sonharem o mesmo sonho, mais fácil torná-lo real.
É só botar reparo no trabalho do pessoal de Brasília, de BH, de Bogotá, de Cusco, de ......

Beijos Tomokianos diamantinos

20 de março de 2010

Incenso de canela


lá vem outono...



Nas minhas andanças, danças, danças, pelo mundo virtual, acabei descobrindo que Krystyna Burczyk é a autora desta minha mais recente paixão.
Desta, e de mais outros tantos twirls e curlers que você pode ver no flickr.
Vale a pena o passeio.

Beijos enroladinhos


2 de março de 2010

Nas bancas

Pois é, como já disse muitas vezes, pra mim origami é pra comer com farinha.
Dou, troco, vendo, estudo, divulgo, ensino, aprendo.
E desta vez, em formato bem popular.
Amei!


No palco, na praça, no circo, num banco de jardim
Correndo no escuro, pichado no muro
Você vai saber de mim
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte
Cantando
Por baixo da terra
Cantando
Na boca do povo
Cantando
Mendigo, malandro, muleque, mulambo bem ou mal
Cantando
Escravo fugido, um louco varrido
Vou fazer meu festival
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte
Cantando
Por baixo da terra
Cantando
Na boca do povo
Cantando
Poeta, palhaço, pirata, corisco, errante judeu
Cantando
Dormindo na estrada, no nada, no nada
E esse mundo é todo meu
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte
Cantando
Por baixo da terra
Cantando
Na boca do povo
Cantando
Mambembe - Chico Buarque

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails